Skip to content

Panorama de mercado semanal – 22/04/13 às 7h44

22/04/2013

Renda Variável- Brasil

A semana da bolsa de valores teve muita volatilidade devido aos vários eventos de impacto no mercado internacional (menor PIB registrado pela China no 1TRI/13, atentado em Boston – EUA, redução das projeções de crescimento econômico mundial pelo FMI, entre outros).

Na semana que passou, nem as bolsas dos EUA e da Europa escaparam da queda. Já no Brasil, fatores internos, em conjunto com a conjuntura internacional mais adversa produziram desempenho errático na bolsa local; e foram suficientes para proporcionar mais uma queda semanal do índice Ibovespa.

A volatilidade no mercado de taxas de juros futuras e a confirmação da elevação da taxa Selic em 25 pontos base também contribuíram negativamente para o desempenho do Ibovespa. Além disso, a certeza de que o governo lança mão de todos os expedientes à sua mão para garantir uma performance mais favorável do PIB local em 2013, também deixou o mercado preocupado.

Vale lembrar que o governo aumentou, e pretende aumentar ainda mais, seus gastos, em detrimento da manutenção no superávit primário anteriormente previsto para 2013 – em 3,1% do PIB. A expectativa é de ele tenha uma redução substancial frente ao nível obtido em 2012 (que só atingiu a meta dos 3,1% do PIB devido à exclusão dos gastos referentes a investimentos do PAC), dado que o governo já avalia novos expedientes legais para regulamentar uma redução mais forte.

Essa certeza, piorada por uma conjuntura interna de difícil controle da inflação, pode comprometer a credibilidade do governo na condução da  política econômica. Além disso, se adicionarmos à análise a existência de um cenário econômico internacional conturbado e ainda indefinido em face dos vários riscos presentes, pode-se desenhar um cenário difícil e possivelmente negativo para a perspectiva futura de desempenho da bolsa de valores local.

Caso o cenário internacional se complique e resulte em uma correção mais forte das bolsas de valores internacionais, será improvável que a bolsa local se descole desse movimento, registrando uma melhora em seu desempenho.

Por outro lado, se nada de pior ocorrer no exterior, o Ibovespa ficará mais leve para apresentar uma recuperação no curto prazo. Entretanto, para que isso aconteça, deve-se acreditar que os investidores deverão relativizar, em muito, os graves problemas econômicos locais.

Veja a seguir os gráficos candlestick diário  e semanal do índice Ibovespa. Tanto dentro de uma perspectiva diária quanto semanal, a tendência do Ibovespa continua de baixa – apesar da melhora do índice nos últimos dias nos dois últimos pregões da semana passada.

Diário

IBOV_Diario__15-04_a_19-04_2013-04-22_0659

Semanal

IBOV_Semanal__15-04_a_19-04_2013-04-22_0659

Renda Fixa – Brasil

A postura do Copom/Banco Central em relação à alta de 25 pontos base na taxa Selic semana passada – elevando-a para 7,50% aa -, sugere o seguinte recado ao mercado: o Banco Central, a despeito da recente polêmica sobre sua submissão aos desígnios do Planalto, indica que “não está morto” e que continua a fazer política monetária de combate à inflação. Será mesmo? Parece que ele peca de novo em sua estratégia de comunicação.

Conforme esperado, ao tomar conhecimento do ajuste mais “cauteloso” realizado na Selic, o mercado reagiu de imediato derrubando mais fortemente as taxas de juros dos DI’s de prazos mais curtos. Ao passo que também diminuiu, em menor intensidade, as taxas de juros dos DI’s de prazos mais longos.

A incerteza quanto à postura atual do Banco Central e a sua função de guardião da moeda permanece na cabeça do mercado, constituindo-se naquela sensação desagradável que normalmente sentimos quando alguma coisa – mesmo sem sabermos precisar exatamente o que – não vai bem.

Isso significa que o mercado deve continuar tenso e volátil até que novas evidências sobre a taxa de inflação se tornem conhecidas do mercado. E, sobretudo, que a ancoragem das expectativas dos agentes frente combate firme da inflação pelo Banco Central ainda não ocorreu. Pior para o Tombini…

De qualquer forma, fica o recado de que o início de um potencial ciclo de aumento da Selic já teria se iniciado. O que, de certa forma, alivia as preocupações, mesmo que seu início possa ter sido “tímido” e abaixo da expectativa do mercado.

Atenção para o relatório Focus dessa manhã; mais especificamente para a taxa meta Selic projetada pelo mercado para final de 2013. O mercado terminou a semana estimando uma taxa de juros a termo (pelo DI) pouco acima de 8% aa para o final de 2013. A sinalização do Focus é importante, na medida em que deve corroborar o consenso firmado pelo mercado para o juros DI ao final do ano. Vale lembrar que a diferença entre o DI e a taxa Selic, em geral, não passa dos 10 a 15 pontos base a favor da Selic.

Veja, a seguir, os gráficos e tabelas das taxas de juros referentes tanto aos DI’s curtos quanto aos DI’s longos, ajustadas para 22/04/13. Vale observar também, o tamanho do ajuste realizado pelo mercado na semana passada em relação às taxas de juros ajustadas para 15/04/13.

DI’s de prazos curtos

Curvas_22-04-13 curta semanal

DI’s de prazos longos:

Curvas_22-04-13 longa semanal

Por fim, após tanta volatilidade, o mercado terminou a semana passada projetando uma taxa Selic de 7,68% aa para a próxima reunião do Copom – a ser realizada em 28 e 29/05 -, e de 8,03% aa para a reunião marcada para 9 e 10/07, conforme pode ser aferido pelo gráfico, a seguir.

TSelic 22-04-13 semanal

Bons negócios!

Acesse também:

http://www.investcerto.com.br

Siga a InvestCerto no Twitter

http://twitter.com/investcerto

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: