Skip to content

Panorama de mercado – 20/02/2013 às 9h03

20/02/2013

Ásia

As bolsas de valores fecharam em alta na Ásia nessa madrugada. Destaque positivo para a bolsa de Tóquio (+0,84%), que atingiu sua máxima desde setembro de 2008. Só esse ano, a bolsa já subiu 10%. Tudo isso devido à queda recente do iene frente às principais divisas internacionais motivada pela expectativa de afrouxamento da política monetária do país pelo recém-eleito primeiro ministro Shinzo Abe.

http://www.reuters.com/finance/markets/asia

Na China, a bolsa de Xangai terminou em alta de 0,60%, estimulada pelas ações do setor de (serviços) saúde, com especulações de que o governo irá favorecer o setor.

http://www.bloomberg.com/news/2013-02-20/china-s-stock-index-futures-rise-signaling-first-gain-this-week.html

Europa

As bolsas de valores da Europa negociam próximas à estabilidade às 8h16, após experimentarem forte alta no pregão de ontem. O avanço das bolsas do continente, com destaque para a bolsa de Frankfurt e de Paris, foi motivada pela aumento, acima do esperado, da confiança do investidor alemão na recuperação da economia do continente.

http://www.reuters.com/finance/markets/europe

Entretanto, a confirmação dessa expectativa deverá ocorrer (ou não) amanhã com a divulgação dos índices de atividade do setor industrial e de serviços (PMI’s) referentes à fevereiro para a zona do euro. Além disso, o mercado opera com cautela, devido às eleições parlamentares da Itália nesse final de semana e na espreita do conteúdo da ata da última reunião de política monetária do FED a ser divulgada hoje.

http://www.reuters.com/article/2013/02/20/us-markets-global-idUSBRE88901C20130220

EUA

As bolsas de valores dos EUA também fecharam em alta ontem, impulsionadas pelo otimismo de última hora da Europa. O mercado aguarda a divulgação da ata do FOMC para avaliar a situação econômica do país e os futuros de índices de ações negociam em leve alta às 8h32.

Vale lembrar que a situação fiscal do país e definição dos cortes do orçamento para o ano ainda não tiveram uma solução e aguardam o desfecho das negociações políticas mantidas entre o presidente Obama e o Congresso dos EUA.

http://www.reuters.com/finance/futures

http://www.bloomberg.com/markets/stocks/futures/

Brasil

A bolsa do Brasil fechou com nova queda no pregão de ontem, tendo o Ibovespa recuado 0,52%, aos 57.314 pontos. Vale notar que PETR4 voltou a registrar ganhos na faixa de 1%, fechando aos R$ 18,10/ação.

O destaque negativo ficou para as ações da OGX, pela centésima vez… Os acionistas da companhia ficam na expectativa de que a máxima do comprador de pechinchas quando afirma que tudo depende de preço também valha para ela… Ela tem parecido mais com uma opção de compra próxima de virar pó perto do vencimento, do que propriamente com uma ação. Paciência, porque as coisas mudam.

A incerteza causada pelo eventual aumento da taxa Selic voltou a pressionar os mercados. O presidente do Banco Central do Brasil deu declarações de que a inflação brasileira não sofre de descontrole nesse momento e que ele não pretende (?) aumentar a taxa Selic antes de avaliar o caminho da inflação nos próximos meses. Entretanto, nada está garantido, já que o homem “é mais liso do que quiabo”.

Veja, a seguir, o gráfico candlestick diário do índice Ibovespa.

IBOV_diário_2013-02-20_0848

Suporte: 57.233 pontos; 56.845 pontos; 56.271 pontos.

Resistência: 57.665 pontos; 58.050 pntos; 58.446 pontos.

Bons negócios!

Acesse também

http://www.investcerto.com.br

Siga a InvestCerto no Twitter

http://twitter.com/investcerto

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: