Skip to content

Panorama de mercado – 05/12/2012 às 8h41

05/12/2012

Mercados

As bolsas de valores da Ásia fecharam em alta, com destaque positivo para as bolsas da China (Hong Kong +2,16%; Xangai +2,87%), que foram estimuladas por medidas de cunho liberalizante no mercado de capitais. Na Europa, as bolsas negociam em alta moderada às 8h40, na esteira da alta das bolsas asiáticas. Já os futuros de índices de ações, também apontam alta moderada no mesmo instante.

Conjuntura

As discussões entre o presidente Obama e representantes do partido republicano nos EUA não caminharam bem ontem, sendo um dos fatores que ajudou as bolsas de NY a fecharem com leve queda.

Obama insiste em elevar as alíquotas de impostos sobre a renda dos mais ricos, enquanto que os republicanos não aceitam. O tempo vai passando e o mercado se torna cada vez mais nervoso e volátil devido a isso.

A agenda nos EUA possui vários indicadores de peso hoje, com a pesquisa ADP de emprego para novembro, que antecipa o relatório de emprego dos EUA que será divulgado na sexta-feira.

Brasil

A BM&FBovespa se comportou com volatilidade ontem e fechou em baixa, tendo acentuado as perdas após a declaração de Obama de que a elevação das alíquotas de impostos sobre a renda dos mais ricos nos EUA é ponto pacífico para ele na solução do abismo fiscal do país.

Os setores mais afetados foram o de varejo e de commodities, que apresentaram fortes perdas ontem. Entretanto, houve fortes ganhos para as empresas que fabricam (e exportam) fibras de celulose.

Apesar do pacote de desoneração do setor de construção promovido pelo governo, as empresas do setor imobiliário não conseguiram sustentar alta no pregão.

O desempenho do índice Ibovespa fica condicionado aos desígnios dos investidores estrangeiros que são hiper-sensíveis ao que acontece nos EUA e/ou Europa. Nesse sentido, os papéis/setores que possuem maior liquidez estão, normalmente, mais correlacionados com o desempenho dos mercados internacionais e tendem a acompanhar a sua direção.

É o caso das ações da Petrobras, OGX Petróleo, Vale e do setor siderúrgico, por exemplo.

Já, as ações que estão mais correlacionadas com o desempenho da economia local, tendem a apresentar comportamento autônomo e, eventualmente, se descolam do desempenho do índice Ibovespa.

Seria o caso das elétricas (do setor de utilities), do setor de varejo e consumo, por exemplo.

Perspectiva

O índice Ibovespa terminou o pregão de ontem em queda de 1,10%, aos 57.563 pontos. Como se pode conferir, a seguir, no gráfico candlestick diário do índice, o Ibovespa testou, sem sucesso, a resistência situada na faixa dos 58.500 pontos; tendo voltado, ao final do pregão, para testar o suporte situado no patamar de 57.665 pontos. Caso ele perca esse suporte pode vir a testar o próximo, situado na faixa dos 56.850.

IBOV_diario_2012-12-05_0830

Entretanto, não se pode descartar que o índice venha a acompanhar a alta das bolsas internacionais, sinalizada pelo desempenho das bolsas da Europa e dos futuros de índices de NY às 8h40. Dessa forma, o Ibovespa poderá vir a testar, novamente, a resistência situada nos 58.500 pontos.

Bons negócios!

Acesse também

http://www.investcerto.com.br

Siga a InvestCerto no Twitter

http://twitter.com/investcerto

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: