Skip to content

Estudo Setorial Bancário (atualização) – 26/09/12 às 17h10

26/09/2012

A atualização do estudo setorial do setor bancário se faz necessária devido, principalmente, aos recentes ajustes que os principais bancos (de varejo) têm procedido nas taxas de juros cobradas de seus clientes em várias modalidades de linhas de empréstimo, com destaque para a de cartões de crédito.

Vale ressaltar que o efeito das expressivas reduções nas taxas de juros cobradas serão notadas na queda da lucratividade (medida pelas margens) e da rentabilidade (medida pelo retorno sobre o capital investido e/ou patrimônio líquido) dessas instituições, quando da divulgação de seus próximos resultados trimestrais – a partir do 3TRI/12.

Entretanto, é pertinente atualizar o estudo nesse momento na medida que pode fornecer um parâmetro relativo de retorno esperado e de comparabilidade entre as ações das principais instituições bancárias do setor.

Vale resgatar algumas informações relativas aos resultados referentes ao 2TRI/12, disponibilizadas no Estudo Setorial Bancário (atualização) – 31/07/12 às 14h34. A principal delas se refere aos índices de rentabilidade sobre o patrimônio líquido informados nas demonstrações financeiras desses bancos relativas ao 2TRI/12.

Além disso, vale lembrar qual era a situação do setor estudado naquele momento (31-07), conforme pode-se aferir pela tabela-resumo do estudo realizado à época.

Estudo atual:

Ao proceder à atualização do estudo, percebe-se que a situação dos bancos não teve mudanças significativas em relação ao último estudo. As ações dessas instituições continuam “desvalorizadas”, possuindo alto retorno projetado frente aos preços-alvos correntes coletados da amostra estudada.

Pode-se ver abaixo o gráfico de Retornos Comparativos que mostra quais ações estão “caras” e quais ações estão “baratas”, frente ao retorno esperado de mercado – dados os vários betas calculados para elas.

Note que as ações acima da “linha azul escura” estão “baratas” e as abaixo da linha, “caras”. No caso, como todas estão acima da linha, elas podem ser consideradas baratas segundo o critério escolhido.

Para uma comparação direta entre as ações do setor, pode-se utilizar o gráfico de Retornos Comparativos encontrado abaixo, onde é possível identificar e avaliar a diferença em pontos percentuais de retorno existente entre as ações estudadas no setor bancário.

Vale ressaltar que se pode perceber quais as ações que se mostram relativamente mais baratas/caras entre si, ao observar e comparar os “deltas p.p.” da tabela resumo do estudo. Quanto maior for o delta (negativo), mais barata estará a ação relativamente a seus pares

Conclusão:

Por fim, para concluir a análise, pode-se ver a tabela resumo mencionada, com as principais características obtidas por meio do estudo.

Conforme já havia sido observado no estudo de 31-07/12: “… Há uma situação clara de redução esperada na rentabilidade dos bancos no futuro, atribuída à queda da taxa de juros Selic, intervenção do governo para redução do spread nas taxas de juros dos empréstimos, aumento da inadimplência das famílias e aceleração menos intensa das operações de crédito no país.”.

Essa situação tende a se agravar, na medida que os bancos têm sido forçados a “cortar fundo” sua lucratividade em operações de crédito (inclusive de cartões de crédito).

Do ponto de vista do estudo atual, nota-se que o mercado ainda considera “baratas” as ações do setor, com destaque para ITUB4, seguido de SANB11, BBAS3 e, por fim, BBDC4. Além disso, nota-se que o retorno das ações desde o último estudo foi positivo, com destaque positivo para BBAS3 e negativo para SANB11.

Deve-se ressaltar que o retorno do índice IFNC, do setor bancário, foi muito baixo nos últimos dois anos (+1,50%), acarretando em um prêmio de risco de mercado negativo frente ao retorno obtido pela renda-fixa (taxa de juros se risco) nesse período.

Assim, o retorno esperado de mercado para todas as ações se mostrou negativo no estudo, gerando grande diferença (delta) frente aos retornos projetados pelos preços-alvos das ações; o que, por sua vez fez com que as ações ficassem “baratas”.

Por outro lado, grande cautela deve ser utilizada ao analisar os retornos futuros para as ações do setor conforme já ressaltado no estudo…

Bons negócios!

Acesse também

http://www.investcerto.com.br

Siga a InvestCerto no Twitter

http://twitter.com/investcerto

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: