Skip to content

Panorama de mercado – 25/09/12 às 9h00

25/09/2012

Agenda

Europa: índice de confiança do consumidor GfK  Alemanha referente a setembro; discursos de Angela Merkel e do presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi em evento na Alemanha.

EUA: índice de confiança do consumidor do Conference Board referente a setembro; índice de atividade manufatureira do FED de  Richmond referente a setembro; HPI – índice de preços de imóveis S&P/Case Shiller referente a julho; índices de atividade no varejo semanal da Redbook e da ICSC/Goldman Sachs; discurso do secretário do tesouro, Timothy Geithner.

Canadá: vendas no varejo para julho.

Brasil: Nota do setor externo do Banco Central referente a agosto.

Mercados:

As bolsas da Europa fecharam em baixa moderada ontem à tarde. Já as bolsas de NY terminaram o pregão com leves perdas. Na Ásia, as bolsas tiveram desempenho levemente negativo nessa madrugada. O clima continua ruim para as bolsas internacionais com a incerteza reinante sobre a questão da Espanha, da Grécia, o problema fiscal nos EUA e a perspectiva de baixo crescimento para a China.

As bolsas da Europa negociam próximas à estabilidade nessa manhã. Já os futuros de Wall Street apresentam leves ganhos nesse instante.

Brasil:

O Ibovespa fechou ontem em forte e inesperada alta de 0,96%, aos 61.909 pontos e com volume financeiro de R$ 17,301 bilhões. Apesar da volatilidade apresentada no intra-day, no meio da tarde se iniciou um movimento de alta, que parece estar relacionado com a conclusão da Oferta de compra (OPA) e fechamento do capital da Redecard, que movimentou cerca de R$ 10,5 bilhões.

Entretanto, a alta não foi suficiente para romper o canal de baixa de curtíssimo prazo delineado pelo gráfico diário do índice Ibovespa, conforme pode ser visto a seguir.

O desempenho do Ibovespa no pregão de hoje irá depender do “fluxo” de recursos para a bolsa, assim como da tendência que irá prevalecer para as bolsas internacionais. Nesse sentido, ele deve apresentar os pontos críticos assinalados no gráfico diário: resistências na faixa dos 62.000 pontos e depois nos 62.500 pontos; suportes na faixa dos 61.000 pontos e depois em  60.300 pontos.

Economia Brasileira:

O quadro interno brasileiro mostra o governo preocupado com a crise financeira externa, tendo tomado várias medidas anti-cíclicas para minimizar os efeitos do baixo crescimento mundial. A perspectiva do crescimento econômico local para 2012 é de cerca de 1,5% a 2,0%, melhorando para 2013, quando se espera que o país venha a crescer acima de 4,0%.

A indústria local já mostra sinais de retomada e, com as medidas governamentais, deve melhorar seu desempenho ao longo dos próximos meses.

A taxa de juros Selic encontrou um suporte e deve permanecer nos 7,50% aa durante boa parte de 2013, até que a inflação mostre maior pressão, quando o Banco Central pode vir a ter que aumentá-la – vide o relatório Focus divulgado ontem em http://www4.bcb.gov.br/pec/GCI/PORT/readout/R20120921.pdf. Por outro lado, a taxa de câmbio parece estabilizada na faixa dos R$ 2,00 – R$ 2,10 por USD.

Bons negócios!

Acesse também

http://www.investcerto.com.br

Siga a InvestCerto no Twitter

http://twitter.com/investcerto

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: