Skip to content

Gafisa: Oferta Pública de Aquisição (OPA) à vista?

13/06/2012

A discussão sobre o preço e a quantidade de ações a ser utilizada para a aquisição dos 20% restantes da Alphaville pela Gafisa revela alguns aspectos interessantes.

Vale lembrar que o pagamento dessa aquisição será feito por meio de ações da própria Gafisa (GFSA3). Ou seja, os acionistas da Alphaville Urbanismo S.A (AUSA), donos da parcela restante da Alphaville, irão receber o valor definido para o negócio (R$358.985.424,41) em ações da Gafisa. E aí começa o desentendimento entre as partes.

Os acionistas da Alphaville Urbanismo S.A, entendem que deveriam receber 97.055.876 ações pela aquisição da empresa. Isso implica em um valor de R$ 3,70/ação. Enquanto que a Gafisa definiu a quantidade a ser recebida por eles em 70.251.551 ações; deixando implícito um valor de R$ 5,11/ação.

Independentemente da quantidade de novas ações que serão emitidas pela Gafisa para completar a aquisição da AUSA, irá ocorrer uma diluição da participação acionária dos acionistas originais da companhia. Isto é, a Gafisa é uma companhia que possui, atualmente, uma base acionária de 431.515.375 ações do tipo ON (GFSA3) emitidas – conforme  informações fornecidas pela Gafisa em seu site (http://www.gafisa.com.br/ri/).

Dessa forma, a emissão de novas ações irá impor uma diluição menor ou maior aos acionistas existentes em função da quantidade de novas ações a serem emitidas para completar a aquisição. Se forem emitidas 70,25 milhões de ações a diluição será de aproximadamente 14%. Caso sejam emitidas 97,05 milhões de ações a diluição será um pouco maior, de 18,36%.

Entretanto, apesar da diluição (redução da participação acionária no capital da companhia) o fato é positivo para os acionistas na medida em que a Gafisa não desembolsa recursos (escassos) de caixa para efetuar a aquisição. Além disso, vale lembrar que até o momento, o controle da companhia é difuso. Isto é, não existe um “acionista controlador” da companhia. Conforme pode ser observado pelas informações fornecidas pela Gafisa em seu site (http://www.gafisa.com.br/ri/), a companhia possui cerca de 99,86% de suas ações pulverizadas no mercado (free float).

Após ter recuado até cerca de R$ 2,09/ação em 06/06/12, a GFSA3 apresentou grande recuperação de preços, sendo negociada a R$ 2,65/ação às 10h10 de 13/06/12; indicando forte movimento “especulativo”. Especulativo, pois a companhia continua a apresentar fundamentos fracos e perspectiva duvidosa de lucratividade e rentabilidade para seus acionistas. Entretanto, a discussão deflagrada entre as partes acerca da quantidade de ações a ser utilizada na aquisição da  AUSA mostra “forte” interesse dos acionistas da AUSA em possuir mais ações da GFSA3. Cabe perguntar por quê?

Bem, o bom senso indica que o objetivo da AUSA não deve ser de monetizar (vender no mercado) a quantidade de ações recebida em decorrência da venda dos 20% restantes de sua propriedade na empresa, pois dessa forma ela iria derrubar o preço da ação pela forte pressão de venda oriunda de tamanho lote de ações (seja ele de 70 milhões ou de 97 milhões de ações).

Dessa forma, seu objetivo deve ser o de obter (e manter) grande participação acionária em uma companhia extremamente “desvalorizada” no momento. Sim, porque ao tomar posse desse lote de ações, os acionistas da AUSA (Alphapar – Alphaville Participacoes S.A) se tornarão, possivelmente, o maior acionista da GFSA3, detendo no mínimo cerca de 14% e no máximo, 18,36% do capital acionário da companhia de acordo com a transação em andamento.

No entanto, resta saber se a Alphapar – Alphaville Participacoes S.A, com essa participação no capital da Gafisa não será elevada à posição de “acionista controlador” da companhia (Gafisa) e, portanto, obrigada a fazer uma “Oferta Pública de Aquisição” (OPA) ao restante dos acionistas da companhia, conforme obriga a regulamentação existente para as companhias abertas e pela lei das S.A’s..

Caso o raciocínio esteja correto, existe grande chance de que o preço da ação a ser definido por meio de avaliação da Gafisa seja até superior aos R$ 5,11 estabelecidos pela pela própria Gafisa para a transação com a Alphapar – Alphaville Participacões S.A.

Acredito que essa possibilidade poderia explicar a forte alta de preços recente da ação e, quem sabe, a sua continuidade por mais algum tempo…

Bons negócios!

Acesse também

http://www.investcerto.com.br

Siga a InvestCerto no Twitter

http://twitter.com/investcerto

Portanto,

Anúncios
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: